• banner formacao 2
  • banner metasV2
  • banner objetivo

Notícias

As doenças cardiovasculares são de grande importância clínica pois, atualmente acomete grande parte da população brasileira. É de grande valia, estudos que revelem novas alternativas de tratamento para o seu controle. Por isso, torna-se de suma importância a redução dos fatores de risco como forma de prevenção à outras doenças crônicas.

Os adolescentes constituem o segmento de considerável importância na população brasileira. Estudos epidemiológicos têm mostrado que doenças e limitações não são conseqüências inevitáveis do envelhecimento, e que o uso de serviços preventivos, eliminação de fatores de risco e adoção de hábitos de vida saudáveis são importantes determinantes do envelhecimento saudável. Os estudos epidemiológicos sobre as condições e determinantes da saúde do adolescente são fundamentais para subsidiar políticas de saúde voltadas a essa população. Dessa forma, contribuindo para um melhor atendimento por parte dos profissionais de saúde.

O presente estudo está sendo realizado no município de Arraial do Cabo, interior do Rio de Janeiro. Até o momento, 1946 adolescentes (10 - 19 anos de idade), estudantes de 8 escolas públicas da cidade, participaram da primeira etapa da pesquisa, onde foi traçado o perfil epidemiológico. Os adolescentes preencheram questionários de informações gerais, atividade física, alimentação cotidiana e conhecimentos em nutrição. Além disso, foi realizado antropometria (aferição de peso e estatura), circunferências (cintura, quadril, pescoço), aferição de pressão arterial e coleta sanguínea (glicemia, ácido úrico e perfil lipídico). Os adolescentes com excesso de peso (sobrepeso e obesidade) realizarão a segunda etapa da pesquisa, na qual incluirá todas as avaliações anteriores e a intervenção por três meses com a farinha de semente de abóbora, um alimento funcional com propriedades hipolipemiantes que têm sido estudada por auxiliar no emagrecimento"

Nike Kyrie green

Projeto coordenado pelo professor Ronaldo Leão e pela Dra Andrea de Lorenzo tendo Ana Carolina Amaral como aluna de Iniciação Científica recebe o Prêmio de Melhor Tema Livre do 32o Congresso da SOCERJ.

Ana Carolina desde que retornou do seu período de graduação sanduíche, em 2014 vem trabalhando nesse projeto que avalia a frequência de isquemia silenciosa na cintilografia miocárdica de perfusão (CMP) em diabéticos sem doença arterial coronariana conhecida, sintomáticos ou não, e seu impacto no prognóstico destes pacientes. A isquemia silenciosa em diabéticos, uma população tradicionalmente considerado de alto risco cardiovascular, tem sido objeto de estudos intensivos e o grupo foi pioneiro na caracterização desta frequência em um trabalho publicado em 2002 (De Lorenzo et al, Am J Cardiol 2002; 90: 827). Observaram que a prevalência de isquemia silenciosa permanece alta e não parece seguir a tendência de declínio observado em outros grupos de pacientes.

Além disso, observaram que a mortalidade, embora mais elevada nos diabéticos sintomáticos, não diferiu significativamente dos assintomáticos e que a cintilografia apresenta uma capacidade sustentada de estratificar o risco em diabéticos.

New Nike Shoes

defesa-adriana

Avaliação da prevalência e preditores de dissincronismo intraventricular esquerdo, em pacientes submetidos à análise de fase da cintilografia miocárdica de perfusão com gated-SPECT.

ALUNA: ADRIANA DA COSTA TAVARES

ORIENTADOR: Prof. Dr. Ronaldo  de Souza Leão Lima

O dissincronismo intraventricular esquerdo (DVE) é um preditor independente de eventos cardiovasculares adversos, morte por todas as causas e evolução para falência cardíaca. A cintilografia miocárdica de perfusão (CMP) com gated-SPECT, pode diagnosticar essa alteração de forma rápida e automática, através da análise de fase. Entretanto, este recurso do exame ainda é subutilizado, pois desconhecemos a prevalência do DVE e o perfil dos pacientes que precisam ser investigados.

A pesquisa incluiu a análise retrospectiva de 1000 exames de CMP com gated-SPECT realizados no período de 1 ano, no laboratório de medicina nuclear do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDPI). Foram coletados todos os dados clínicos dos pacientes, a largura do intervalo QRS no eletrocardiograma de repouso e todos os dados da CMP, em repouso e estresse. O critério usado para quantificar o DVE foi o desvio padrão das fases de VE com o valor ≥ 430 e/ou, o histograma de fase de VE com valor ≥ 1400 na fase de repouso e/ou estresse do exame. O software Synctool da Emory Cardiac Toolbox (Syntermed™, EUA), foi utilizado para acessar os parâmetros da análise de fase através das imagens da cintilografia.

No presente estudo, o DVE apresentou uma prevalência de 6,5%, podendo chegar à 42% na associação de certos fatores de risco, como: sexo masculino, história de doença coronariana prévia e QRS ≥ 120ms. Os preditores mais associados ao DVE foram: sexo masculino, obesidade, hipertensão, diabetes, dislipidemia, doença coronariana prévia, QRS ≥ 120ms, FEVE < 45% e defeitos de perfusão miocárdica (principalmente o defeito fixo). 

collage

Nike Hyperdunk 2018
Topo